Depois do resgate do Bolinha o “dono” arrumou outro cãozinho e a tortura se reiniciou. Não se sabe onde ele conseguiu o poodle, que está tosado, bem alimentado e com no máximo 1 ano.

A protetora que fez o resgate anterior não pode ficar com ele pois já está cuidando dos primeiros, mas a situação é extremamente preocupante. O cãozinho fica preso em um lugar imundo, em uma coleira com menos de 1 metro e com um pratinho de ração com baratas, arroz embolorado e formigas.

A protetora já conseguiu vermifugação e castração, só precisa de alguém que possa se responsabilizar por ele. Quem puder contribuir é só entrar em contato com Nereyda pelos telefones ( 11)  8916-0257 / ( 11) 3997-1664 ou email nereidagomes@hotmail.com